sábado, 2 de julho de 2011

Retorno Inglório

Após mais de um ano de ausência do cenário futebolístico faquiano, o primeiro dia de competições do FAC-GOL 1/2011 começou com uma notícia muito triste para os Amigos do Tirão: a desistência dos eternos rivais do Laranja Mecânica, que não participaram do campeonato. Naquele momento, o time perdeu praticamente 80% da sua motivação para continuar o torneio. O baque foi forte. "Ganhar de W.O. vale 3 a 0, mas eh pouco contra o Laranja", lamentou o FDP. Mas, vida que segue, os Amigos ainda assim entraram em campo.


Amigos do Tirão 0 X 3 Cuecas F.C.
E grupo da morte já começou fazendo jus ao apelido macabro. Os Amigos iriam encarar logo de cara o reforçado Cuecas F.C., que ainda juntou os cacos do Laranja e contou com Nick no elenco. Os Amigos também apresentaram a contratação do "mito" Chicó e começaram jogando bem, mas o peso da falta de preparo físico foi preponderante no resultado. Dois descuidos colocaram os semivestidos na frente no placar, e a falta de sorte fez a trave parar dois belos ataques amarelos. No fim, grande jogada dos Cuecas fechou o placar em 3 a 0.

Amigos do Tirão 0 x 5 Barcelombra
Se o estado físico dos atletas já tinha feito a diferença na primeira partida, o segundo jogo mostrou realmente os efeitos do sedentarismo na equipe. Para começar, a média de idade dos calouros do Barcelombra não passa dos 18 aninhos, enquanto os Amigos já ultrapassam a média de 25 anos. A turma nascida na década de 90, que não tem filhos e nem trabalhou a semana inteira aproveitou para acelerar o jogo e não deu chance para os Amigos, que ainda assim conseguiram armar boas jogadas, mas novamente com uma pitada de azar na conclusão. Para completar, Alex, que já havia passado mal devido ao calor senegalês da seca candanga, ainda terminou de desfalecer com uma bela bolada na boca do estômago.


Amigos do Tirão 5 x 0 Sassaricando
Finalmente os Amigos resolveram jogar bola e o adversário ajudou. O Sassá tava mais perdido que casal homoafetivo na Marcha pra Jesus, e os amarelos aproveitaram para compor um importante saldo de gols, que pode ser decisivo para a classificação do time para as quartas-de-final. A nota triste fica pela contusão do Doca, que em um lance absolutamente normal, de jogo, acabou com uma luxação no joelho que o tirou do campeonato. E do balé.

Amigos do Tirão 0 x 7 Barriga de Chopp
Grupo da morte é isso aí. Após sete horas seguidas de futebol, com o sol alto e depois do almoço, os Amigos encararam nada mais nada menos que os atuais campeões do FAC-GOL. E com desfalques, que impossibilitaram o rodízio de jogadores. Foi um baile. Só para citar, até o Obregon fez gol. E o Canadá ainda marcou um tento com suas partes baixas. Lamentável, mas não desastroso, porque os Barrigas anotaram o mesmo placar contra o Sassá, o que aliviou a barra dos Amigos na tabela.

O futuro dos Amigos do Tirão agora depende do primero jogo de amanhã, entre Cuecas F.C. e Sassaricando. Uma vitória dos Cuecas coloca os Amigos nas quartas-de-final e, a partir daí, só o céu é o limite. Porque qualquer boa equipe pode ter um dia ruim, e os Amigos não querem desperdiçar uma nova oportunidade de fazer história no FAC-GOL. Veremos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário