quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Valeu, Brasil

A torcida lotou o Nilson Nelson

Com a classificação para a segunda fase da Copa do Mundo de Futsal da Fifa garantida, a seleção brasileira encerrou sua estadia em Brasília. Na noite desta quarta-feira, a delegação se despediu da capital do país e embarcou para o Rio de Janeiro, sua nova casa até o final da competição. Mas antes de decolarem, os jogadores agradeceram o carinho dos brasilienses.

Até então, os craques Falcão e Lenísio eram os jogadores mais conhecidos da seleção brasileira. Mas Betão parece também ter caído no gosto da torcida candanga. O pivô ouviu o seu nome ser gritado em todos os jogos e distribuiu muitos autógrafos.

- É muito gostoso esse carinho da torcida. Desde o primeiro dia que eu cheguei em Brasília, a torcida me apoiou, acho que gostaram do meu estilo. Estou muito feliz por isso.

Em quatro jogos na capital, a seleção marcou 49 gols e sofreu apenas um. Foi aquele passeio sobre os frágeis adversários: Ilhas Salomão, Japão e Cuba. Nem mesmo a temida Rússia escapou do baile brasileiro. Na segunda fase, contra Irã, Itália e Ucrânia, o Brasil irá jogar no Maracanãzinho, mas no primeiro treino da seleção no Rio, Falcão demonstrou preocupação e criticou o piso do ginásio, considerado mais lento do que o do Nilson Nelson, o que atrapalharia o estilo de jogo do Brasil, com base na velocidade e no toque rápido de bola.

Mas a Copa do Mundo ainda não acabou em Brasília. Nesta segunda fase, a bi-campeã Espanha enfrenta a Rússia e nossos vizinhos Paraguai e Argentina, em busca das vagas nas semi-finais da competição.

Um comentário: